Sálvia ajuda a combater osteoporose, diz estudo

Natali_CCM - 31 de agosto de 2017 - 10:42

Sálvia ajuda a combater osteoporose, diz estudo

Experimento feito no Canadá indica que Salvia miltiorrhiza eleva a densidade mineral óssea

(CCM SAÚDE) — O danshen, utilizado como tônico cardíaco e anticoagulante por orientais, é tirado da raiz da Salvia miltiorrhiza, conhecida como Sálvia chinesa. Além desse benefício, ele pode ajudar a prevenir a osteoporose, segundo um estudo canadense.

Em experimentos com roedores, pesquisadores da Universidade de Colúmbia Britânica usaram um composto da sálvia chinesa para bloquear a enzima catepsina-K (Catk), que tem grande papel na degradação do colágeno do osso durante a osteoporose, problema que, só no Brasil, atinge mais de 10 milhões de pessoas, segundo a Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo (Abrasso).

"Todos os ensaios clínicos até o momento falharam devido a efeitos colaterais, como acidente vascular cerebral, fibrose da pele e problemas cardiovasculares. Descobrimos uma maneira de bloquear CatK apenas no tecido ósseo. Pensamos que isso evitará esses outros efeitos negativos", diz, em comunicado, Dieter Brömme, pesquisador na área de próteses e doenças da universidade, publicado na última edição do 'Journal of Bone and Mineral Research'.

Nos testes com ratos e células humanas, foi descoberto que a substância não só impediu a perda óssea nas cobaias, como também aumentou a densidade mineral óssea em 35%, quando comparadas ao grupo de controle.

"Nosso composto apenas bloqueia a atividade de CatK de degradação de colágeno, impedindo a quebra não regulamentada de colágeno nos ossos sem quaisquer outros impactos negativos", ressaltam os pesquisadores.

Foto: © Crevis - Shutterstock.com