Malária é transmitida por parasita do macaco

Pedro.CCM - 1 de setembro de 2017 - 08:21

Malária é transmitida por parasita do macaco

Estudo da Fiocruz comprovou hipótese de cientista brasileiro levantada há cerca de 50 anos

(CCM SAÚDE) — Um parasita transmissor da malária antes considerado exclusivo dos macacos também transmite a doença para seres humanos. A descoberta foi feita por pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).



A pesquisa, que também contou com apoio de cientistas portugueses e japoneses, identificou 28 pessoas infectadas pelo Plasmodium simium em áreas de Mata Atlântica no estado do Rio de Janeiro. A teoria de transmissão da doença por esta espécie em humanos foi formulada há mais de 50 anos pelo brasileiro Leônidas Deane, mas nunca havia sido comprovada.

"Estamos diante de uma descoberta de relevante impacto para a saúde pública, por representar uma nova forma de infecção. Do ponto de vista da vigilância epidemiológica, os casos de malária que detectamos representam uma parcela mínima dos registros no país", aponta Cláudio Tadeu Ribeiro, à frente da pesquisa, em entrevista ao portal 'G1'.

O estudo revelou que a malária transmitida pelo P. simium apresenta características um pouco diferentes das infecções pelo Plasmodium vivax. "Os indivíduos reportavam quadro febril prolongado, sendo constante nos primeiros dias e intermitente nos demais", afirma a médica Patrícia Brasil, da Fiocruz.

A malária, doença tropical ainda endêmica na região amazônica, vem sofrendo queda considerável no número de casos no país. Em 2015, o índice chegou ao menor nível desde o início da série histórica da doença. Ao todo, foram 143 mil notificações com 26 mortes.

Foto: © seanjoh - 123RF.com