Esquizofrenia: descoberta área cerebral de vozes

Pedro.CCM - 5 de setembro de 2017 - 08:49

Esquizofrenia: descoberta área cerebral de vozes

Região do lobo temporal foi tratada com estímulos magnéticos para reduzir casos de portadores

(CCM SAÚDE) — Um estudo pioneiro foi capaz de identificar e tratar a região do cérebro responsável pelo surgimento de 'vozes' na cabeça de pacientes com esquizofrenia. O trabalho é da Universidade de Caen, na França.

Segundo os pesquisadores, o lobo temporal é a região cerebral da qual partem os impulsos que provocam as alucinações auditivas entre os esquizofrênicos. A partir dessa descoberta, a equipe da psiquiatra Sonia Dollfus pode realizar um tratamento para reduzir a presença dessas vozes no dia a dia dos portadores da síndrome.

A terapia baseou-se no envio de estímulos eletromagnéticos sobre o lobo temporal em duas sessões diárias ao longo de apenas dois dias. Ao todo, 26 pacientes receberam o tratamento enquanto outros 33 passaram apenas por um placebo.

Ao final do experimento, nove membros do primeiro grupo (34,6%) apresentaram melhora deste sintoma específico da esquizofrenia. Já no grupo placebo, apenas três pessoas (9%) demonstraram alívio do problema.

"Vozes auditivas podem ser um sintoma perturbador tanto para os pacientes quanto para pessoas próximas. Este é o primeiro estudo controlado que mostra uma melhora para essas pessoas, visando uma parte específica do cérebro", diz Dollfus.

Foto: © Antonio Guillem - Shutterstock.com