Estudo desvenda mistério do bocejo contagioso

Pedro.CCM - 6 de setembro de 2017 - 09:13

Estudo desvenda mistério do bocejo contagioso

Ato reflexo de região do cérebro ligada às funções motoras foi apontado como causa da situação

(CCM SAÚDE) — A cena é clássica: uma pessoa boceja e, pouco a pouco, todo mundo em volta começa a bocejar também. O mistério sobre esse 'contágio' foi desvendado por cientistas da Universidade de Nottingham, no Reino Unido.



De acordo com os pesquisadores, a causa da sucessão de bocejos são reflexos primitivos que ocorrem no córtex motor primário, região ligada às funções motoras do corpo. O estudo também mostrou que encontramos ainda mais dificuldade para evitar o bocejo contagioso se tentarmos impedi-lo de ocorrer.

A pesquisa, que colocou 36 voluntários adultos para assistir imagens de pessoas bocejando enquanto eram monitorados por câmeras e eletrodos de estimulação magnética na cabeça, não tinha como objetivo apenas descobrir as razões desse mistério, do qual muitas teorias populares dão conta.

A meta da equipe do neurocientista Stephen Jackson é, a partir do mecanismo do bocejo, conseguir compreender outras ações reflexas provocadas pelo córtex primário em portadores de condições como autismo, síndrome de Tourette e epilepsia.

"Essa descoberta pode ser importante para o entendimento da associação entre excitabilidade motora e a ocorrência de fenômenos de repetição, muito comuns em condições ligadas a uma maior ação do córtex ou redução das inibições psicológicas", diz ele, que busca formas de tratamento personalizadas dessas doenças.

Foto: © A. and I. Kruk - Shutterstock.com