Pílula anti-HIV pode ser usada por adolescentes

Natali_CCM - 6 de setembro de 2017 - 09:31

Pílula anti-HIV pode ser usada por adolescentes

Pesquisa indica que jovens vulneráveis podem fazer uso do medicamento, que ainda tem baixa adesão

(CCM SAÚDE) — Um estudo publicado no 'JAMA Pediatrics' indica que a pílula que protege contra o vírus HIV pode ser utilizada também por adolescentes que fazem sexo com outros homens.



Já disponível no Brasil, a PrEP combina os antirretrovirais emtricitabina e tenofovir. "Espero que o estudo ajude especialistas a se sentirem mais confortáveis para oferecer PrEP a adolescentes", disse, à ‘Reuters’, Sybil Hosek, principal autora do estudo.

Agora, os cientistas esperam que os dados sejam enviados ao órgão regulatório dos Estados Unidos para ser utilizada também em pessoas mais jovens, que podem se beneficiar da redução de até 90% nos riscos de infecção.

Um boletim epidemiológico recente do Ministério da Saúde, datado de 2014, aponta um maior crescimento de casos de AIDS entre jovens de 15 a 24 anos. Em oito anos, foram quase 30 mil casos da doença apenas neste grupo.

Agora, os cientistas esperam que essa novidade aumente a adesão dos jovens ao medicamento, já que esse é o principal problema atualmente. "Especialistas devem orientar os mais jovens sobre o risco de HIV e apoiar a adesão de medicamentos", escreve Arrington-Sanders, da Universidade Johns Hopkins em Baltimore.

Foto: © Marc Bruxelle - Shutterstock.com