Fumar altera células pulmonares para o câncer

Pedro.CCM - 12 de setembro de 2017 - 10:23

Fumar altera células pulmonares para o câncer

Artigo demonstra que exposição crônica ao cigarro prepara os órgãos para desenvolver a doença

(CCM SAÚDE) — Um artigo publicado na revista 'Cancer Cell' que investigou pessoas que fumaram por 20 a 30 anos mostra que a exposição excessiva à fumaça do cigarro pode mudar as células pulmonares, preparando-as para desenvolver câncer.

Com base em experimentos de laboratório, a pesquisa indica que há alteração de expressão genética em quem fuma por muitos anos, elevando as possibilidades de desenvolver doenças, principalmente o câncer.

"Quando você está fumando, cria um substrato de mudanças epigenéticas que hipoteticamente aumenta suas possibilidades para desenvolver câncer de pulmão", disse o coautor do estudo Stephen Baylin, membro do programa Cancer Biology da Universidade Johns Hopkins. "Se você não é fumante, seu risco de câncer de pulmão é muito baixo", completou.

Segundo os estudiosos, esse trabalho comprova que se uma pessoa parar de fumar em certo momento tem muito mais chances de reduzir matematicamente as chances de provocar essas mudanças celulares e, por isso, os danos causados pelo cigarro são reversíveis.

"A hipótese é que há potencialmente mudanças reversíveis que estão contribuindo para o desenvolvimento de certo tipo de cânceres de pulmão", concluiu Michelle Vaz, coautora do estudo e pesquisadora da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins.

Foto: © Sergey Peterman - 123RF.com