Estatinas reduzem risco de morte em até 28%

Pedro.CCM - 13 de setembro de 2017 - 08:19

Estatinas reduzem risco de morte em até 28%

Estudo comprovou até mesmo que remédio promoveu redução da mortalidade em geral entre homens

(CCM SAÚDE) — As estatinas, remédios administrados em pacientes com colesterol alto, reduzem em quase 30% o risco de morte por doença cardiovascular, revela estudo das universidade de Glasgow e Imperial de Londres, do Reino Unido.

A pesquisa, que acompanhou 2.560 pacientes do sexo masculino com níveis elevados de LDL (colesterol ruim) ao longo de 20 anos, demonstrou que aqueles que fizeram uso das estatinas tiveram redução de 28% no risco de morte por doença cardíaca.

Além disso, esse grupo, em comparação com os voluntários que receberam apenas um placebo, apresentaram queda de 27% no risco de doença coronária, 25% de eventos coronarianos como o infarto e também diminuição de 18% no risco de morte por qualquer causa.

Para Kausik Ray, autor do estudo, os resultados confirmam a eficácia das estatinas, receitadas há décadas para controle do colesterol. "Nosso trabalho apoia a tese de que o LDL é um marcador importante do risco de doença cardíaca e estabelece que controlar o LDL se traduz em menos mortes na população", disse o cientista ao jornal britânico 'The Guardian'.

Foto: © funnyangel - Shutterstock.com