Privação de sono funciona como antidepressivo

Pedro.CCM - 21 de setembro de 2017 - 08:57

Privação de sono funciona como antidepressivo

Estudo demonstrou que efeitos ocorrem já nas primeiras 24 horas do tratamento em 50% dos casos

(CCM SAÚDE) — A depressão, que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, pode ser tratada com uma medida simples e rápida: não dormir. A afirmação é de estudo da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos.



Os pesquisadores revisaram 66 trabalhos realizados nos últimos 36 anos sobre a eficácia da privação no sono no combate à depressão. Os resultados mostraram que o encurtamento do período de sono - para três ou quatro horas - ou mesmo permanecer acordado por até 36 horas são métodos capazes de reduzir os sintomas da doença em apenas 24 horas em cerca de 50% dos pacientes.

A situação contrasta com a representada pelo uso de medicamentos antidepressivos, hoje a terapia mais usada para a condição e que começa a trazer resultados satisfatórios semanas ou meses após o início do tratamento, além de possuir uma série de efeitos colaterais importantes.

De acordo com a equipe de cientistas, cujo estudo foi publicado no 'Journal of Clinical Psychiatry', as pesquisas anteriores demonstram a forma de privação do sono, uso ou não de medicação e a idade e o sexo dos pacientes não têm influência sobre a eficácia deste tratamento natural.

Com isso, o grupo defende a necessidade de mais estudos para se conhecer como a privação do sono age sobre os mecanismos cerebrais para produzir a diminuição dos sintomas da depressão.

Foto: © Piotr Marcinski - Shutterstock.com