Cientistas que visualizaram o zika levam Nobel

Natali_CCM - 4 de outubro de 2017 - 09:17

Cientistas que visualizaram o zika levam Nobel

Pesquisadores revolucionaram a observação de biomoléculas conhecendo a estrutura do zika vírus

(CCM SAÚDE) — Jacques Dubochet, Joachim Frank e Richard Henderson foram os premiados com o Nobel de Química 2017. O trio criou melhorias em um dispositivo para aprimorar a observação de biomoléculas, entre elas a do zika vírus.



Com a novidade criada pelos três, as biomoléculas passaram a ser vistas em alta resolução e em meio aquoso, o que antes era impossível. Há a possibilidade, ainda, de congelar as biomoléculas e observar processos químicos que antes não era visíveis.

Essa tecnologia foi vital para identificar a estrutura do zika vírus e desenvolver tratamentos para combater esse problema, que atingiu seu ápice nos últimos anos.

"Agora, podemos ver os detalhes de todos os pontos de nossas células, podemos observar cada gota de nossos fluidos corporais e entender como são construídos, como agem e como trabalham juntos. Estamos presenciando uma revolução na bioquímica", diz Sara Snogerup Linse, membro do Comitê Nobel.

Foto: © Alexander Raths - Shutterstock.com