Criado exame que monitora cérebro de bebês

Natali_CCM - 13 de outubro de 2017 - 07:55

Criado exame que monitora cérebro de bebês

Novidade pode ser utilizada em maternidades para evitar convulsões e ocorrências neurais

(CCM SAÚDE) — Após uma longa pesquisa, estudiosos franceses criaram uma solução capaz de gerar imagens dos cérebros de bebês recém-nascidos, permitindo a detecção precoce de convulsões. A novidade é um avanço da ressonância magnética.



"A ressonância magnética tem limitações e não é adequada para todas as aplicações clínicas devido ao custo e tamanho, que dificulta a portabilidade. Utilizá-la à beira do leito médico para gerar imagens de recém-nascidos vulneráveis é algo especialmente desafiador”, contam os cientistas.

Com Olivier Baud, chefe do serviço de neonatologia do Hospital de Assistência Publica de Paris, na França, à frente do estudo, os pesquisadores criaram um dispositivo combinando um eletroencefalograma (EEG) e uma sonda de ultrassom de apenas 40g.

"Ao contrário das técnicas convencionais, limitadas às imagens de grandes vasos, a imagem da sonda permite o mapeamento de alterações sutis em pequenos vasos cerebrais. Esse tipo de visualização possibilita correlacionar a atividade neural local e as mudanças relativas ao volume de sangue", diz Baud.

A novidade já foi testada em humanos e teve resultados satisfatórios. Os estudiosos acreditam que ela poderá ajudar na prevenção de complicações como a encefalopatia neonatal hipóxico-isquêmica.

"Esse problema de saúde ocorre em um a cada mil recém-nascidos e pode desencadear danos como as convulsões. Por isso, o monitoramento em tempo real da função cerebral em recém-nascidos é de importância crucial para a área médica", completam os autores, destacando o baixo custo do equipamento.

Foto: © Nadia-Cruzova - Shutterstock.com