Sarampo: mortes caíram 84% desde 2000

Natali_CCM - 27 de outubro de 2017 - 10:01

Sarampo: mortes caíram 84% desde 2000

Relatório da ONU aponta que óbitos por conta da doença somaram menos de 100 mil

(CCM SAÚDE) — Pela primeira vez, as mortes por sarampo em todo o mundo ficaram abaixo da marca dos 100 mil. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), 90 mil pessoas morreram devido à doença em 2016.



"É a primeira vez que o número anual de mortes provocadas pelo sarampo fica abaixo de 100 mil”, destacou a OMS em comunicado feito com outras agências de saúde, destacando, porém, que a taxa de vacinação segue estagnada, ou seja, não aumentou nem diminuiu.

Desde o ano 2000, o número de mortes por sarampo caíram 84%, segundo a entidade, que atribui esse fato à distribuição de 5,5 bilhões de doses de vacinas desde o início do século.

"O mundo está longe de ter alcançado os objetivos regionais de eliminação do sarampo", ressaltou a ONU. "A aplicação da primeira dose de vacinas necessárias está estagnada em cerca de 85% desde 2009, distante dos 95% necessários para deter a infecção. E a cobertura da segunda dose, apesar de uma recente alta, era apenas de 64% em 2016", completaram os autores do estudo.

Atualmente, Nigéria, Índia e Paquistão são os países com maior quantidade de crianças não vacinadas contra o sarampo.

Foto: © Shojiro Ishihara - 123RF.com