Celular concentra mais de 20 mil bactérias

Natali_CCM - 7 de novembro de 2017 - 09:53

Celular concentra mais de 20 mil bactérias

Pesquisa descobriu que fungos e bactérias podem provocar inúmeras doenças, incluindo infecção

(CCM SAÚDE) — Um estudo conduzido pela Devry Metrocamp, em Campinas (SP), chegou à conclusão de que telefones celulares podem juntar mais de 23 mil fungos e bactérias.



Segundo a pesquisa, esses microorganismos podem causar micoses, intoxicações alimentares, conjuntivite, infecções respiratórias e urinárias. As crianças, em especial, são o grupo mais vulnerável quando utilizam os celulares dos adultos.

Para a análise foram utilizados 20 celulares, cinco tablets e capas de proteção dos equipamentos, bem como teclados e mouse. Em 74 amostras identificou-se a forte presença da bactéria Staphylococcus aureus, presente em 43% dos objetos examinados. Em alguns casos havia, inclusive, bolores e coliformes fecais.

Diante desse cenário, os especialistas recomendam a higienização das mãos após o contato com o eletrônico para minimizar o risco de doenças, que podem surgir manipulando alimentos, coçando os olhos, roendo as unhas, etc.

Outra medida seria utilizar álcool em gel e limpar o celular com álcool isopropílico - que não danifica as partes elétricas.

Foto: © dolgachov - 123RF.com