Brasil cria plano para eliminação da hepatite C

Pedro.CCM - 8 de novembro de 2017 - 09:19

Brasil cria plano para eliminação da hepatite C

Objetivo é que todos os casos da doença sejam tratados até 2030; atendimento será gratuito pelo SUS

(CCM SAÚDE) — O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (7) a criação do plano de eliminação da hepatite C no país até 2030. O objetivo é tratar 657 mil pessoas diagnosticadas com a doença nos próximos anos.



Para isso, o país alterou seu protocolo de atendimento, permitindo que pacientes com a hepatite em estágio inicial (níveis F0 e F1) também recebam os novos tratamentos para a doença do fígado. Anteriormente, apenas casos graves e de pacientes com doença renal crônica e HIV positivas tinham acesso à terapia.

A inclusão desses grupos será gradual. A meta é chegar ao fim do ano com todos os pacientes dos estágios F3 e F4 já em tratamento. No primeiro semestre de 2018, a fila de espera de portadores F2 será zerada para, enfim, ser iniciada o tratamento dos grupos de menor gravidade.

"Assim como ocorreu em relação ao HIV, o Brasil está determinado a ser líder mundial na luta contra hepatite C. Nosso plano significa que, até 2030, a doença não será mais uma ameaça à saúde pública no país", aponta Adele Benzaken, diretora do Departamento das IST e Hepatites Virais do ministério.

Foto: © bluebay - 123RF.com