Radiação de celular pode prejudicar saúde

Joana.Saude - 24 de agosto de 2015 - 20:23

Radiação de celular pode prejudicar saúde

Radiação causa um estresse radioativo aumentando a produção de radicais livres, diz estudo

(CCM SAÚDE) - Um estudo realizado por pesquisadores da Ucrânia e dos Estados Unidos, que analisou 100 trabalhos sobre a influência da radiação nos organismos vivos, concluiu que as ondas eletromagnéticas podem ser danosas para a saúde humana.



"Essa energia entra nos tecidos. Os efeitos dessa radiação são evidentes, detectáveis e temos que ter cuidado", afirma o biólogo molecular Segiy Kyrylenko, um dos autores do estudo.

Dos 100 trabalhos analisados, 93 detectaram algum tipo de efeito em organismos vivos das ondas dos celulares, chamadas de radiação de baixa frequência.

Apesar da radiação dos celulares ainda não ser considerada do tipo ionizante - aquela das bombas atômicas e raios-x - que já tem efeitos comprovados sobre o organismo, os cientistas encontraram outro mecanismo através do qual a radiação não-ionizante pode afetar o corpo.

Esta radiação causaria um estresse oxidativo, causado por um excesso de oxigênio no corpo, e consequentemente uma maior produção de radicais livres. Um processo semelhante acontece quando respiramos - aumentamos a quantidade de oxigênio e produzimos radicais livres. Mas, na respiração, há um equilíbrio, e o corpo é capaz de processar os radicais livres, o que não acontece quando ocorre o estresse radioativo.

"São danos que podem levar ao desenvolvimento de tumores", afirma Kyrylenko.

E 30 anos, os cientistas calculam que a quantidade de radiação eletromagnética aumentou 250 mil vezes. Isso significa que, se essas ondas fossem visíveis, elas formariam uma parede tão densa que não conseguiríamos enxergar mais nada.

Foto: © Pixabay .