Bactérias resistentes ameaçam 10 milhões

Pedro.Saude - 4 de maio de 2015 - 11:56

Bactérias resistentes ameaçam 10 milhões

OMS acredita que doenças já controladas podem voltar a matar por resistência de organismos aos antibióticos

(CCM SAÚDE) - A Organização Mundial da Saúde (OMS) pretende lançar ainda este mês um alerta sobre doenças hoje facilmente controladas, como pneumonia e diarreia, que podem chegar a matar 10 milhões de pessoas em todo o mundo até 2050 devido a sete bactérias que vêm desenvolvendo resistência a antibióticos.



Segundo o braço de saúde das Nações Unidas, esse grupo de microrganismos constitui uma "ameaça global" e precisa ser contido. Já nos dias de hoje, dois produtos utilizados em larga escala não fazem efeito em metade da população mundial, entre eles um que combate infecções urinárias provocadas pelo 'E.coli', bactéria também responsável por casos de diarreia.

A OMS também aponta que os casos mais preocupantes são da tuberculose e malária. Em 2013, 480 mil casos de tuberculose foram registrados em mais de cem países devido a bactérias resistentes. A malária, ainda presente em grande medida em alguns países africanos, também traz dor de cabeça por sua capacidade de se alastrar por regiões inteiras do globo.

Enquanto a Federação Internacional das Indústrias Farmacêuticas, que reúne os principais laboratórios do mundo, aponta para o aumento do investimento em pesquisa como solução do problema, o organismo internacional critica a falta de novos remédios no mercado. Desde 1987, nenhuma nova classe de medicamentos foi desenvolvida. Dessa forma, a OMS recomenda a definição de planos nacionais de combate a essas doenças, especialmente em países emergentes e subdesenvolvidos.

Foto: © Pixabay.