Cientistas criam esperma in vitro

Joana.Saude - 20 de setembro de 2015 - 09:11

Cientistas criam esperma in vitro

Homens estéreis podem se beneficiar da nova descoberta

(CCM SAÚDE) - Cientistas franceses conseguiram criar espermatozoides in vitro a partir de espermatogônias, células-tronco testiculares. A Kallistem, empresa francesa de biotecnologia especializada em espermatogênese - geração de espermatozoide por divisão e diferenciação celular, com o aval do Centro Nacional francês de Investigações Científicas (CNRS), publicou nesta quinta-feira (17) detalhes da descoberta inédita.



O primeiro anúncio da descoberta foi realizado em maio passado e, desde então, os pesquisadores registraram patentes da tecnologia que fornece um novo prospecto para o tratamento da infertilidade masculina.

Após 20 anos de investigação, que incluíram estudos de patologias testiculares e dos efeitos de toxicidade química na fertilidade masculina, os cientistas conseguiram criar in vitro espermatozoides de rato, de macacos e de homens. Os espermatozoides são criados a partir das espermatogônias, que estão presentes em todos homens, inclusive meninos antes da puberdade.

Testes serão realizados com os espermatozoides criados para checar a qualidade e avaliar se os filhotes nascidos deles são normais e possuem capacidade reprodutora também saudável.

Segundo Philippe Durand, pesquisador responsável pelo projeto, 30 e 50% dos problemas de infertilidade masculina podem ser resolvidos com o tratamento viabilizado pela nova tecnologia. É preciso aguardar, entretanto, até que sejam iniciados os testes clínicos, daqui a três a cinco anos, antes que o tratamento esteja disponível.

Foto: © Fotolia.