Pintas no braço mostram propensão a câncer

Pedro.Saude - 20 de outubro de 2015 - 12:21

Pintas no braço mostram propensão a câncer

Número de manchas no braço direito superior a 11 indica risco maior de se desenvolver melanoma, diz estudo

(CCM SAÚDE) - O número de pintas que uma pessoa tem no braço direito determina um risco maior de câncer de pele, revelou estudo do King's College de Londres, na Inglaterra. Segundo os pesquisadores, quem possui 11 ou mais manchas no braço apresenta propensão maior a desenvolver câncer do tipo melanoma, menos letal.

De acordo com o trabalho, publicado na revista científica 'British Journal of Dermatology', o número de pintas no braço é um indicador preciso do total de manchas pelo corpo. Ao superar a primeira dezena, esse número, no corpo inteiro, tende a chegar aos 100, aumentando as chances de melanoma.

Os cientistas indicam, porém, que é preciso levar em consideração somente as pintas de coloração marrom ou preta. Sardas, mais claras, não entram no cálculo pois, entre outros fatores, costumam desparecer com o tempo. O estudo acompanhou 3 mil gêmeos ingleses durante oito anos, analisando o desenvolvimento de pintas, sardas e possíveis melanomas.

Para Veronique Bataille, coautora do estudo, o número de pintas no braço é somente um indicador que pode ser utilizado tanto por pacientes quanto médicos para aconselhar medidas preventivas. "As pintas no braço acendem um alerta. O ideal é que essas pessoas usem filtro solar com mais frequência, por exemplo", explica a pesquisadora em entrevista à 'BBC'.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), houve notificação de 5.890 novos casos de câncer de pele melanoma no Brasil em 2014. A doença afeta igualmente homens e mulheres.

Foto: © Pixabay.