Alto consumo de batata ligado à hipertensão

Pedro.Saude - 18 de maio de 2016 - 13:57

Alto consumo de batata ligado à hipertensão

Quatro ou mais porções do tubérculo por semana provocam aumento da pressão arterial, diz estudo

(CCM SAÚDE) — A batata é um dos alimentos que não pode faltar na mesa de muita gente. Mas o consumo exagerado do tubérculo pode provocar aumento da pressão arterial, aponta estudo da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Segundo especialistas, quatro porções ou mais de batata por semana já podem estar ligados a um risco aumentado de hipertensão. O problema atinge igualmente mulheres e homens.



A pesquisa acompanhou 187 mil voluntários de três grandes estudos estadunidenses anteriores ao longo de 20 anos. Os resultados demonstraram que a ingestão de batata cozida, assada ou frita está associado ao aumento da pressão. Por outro lado, os cientistas não detectaram a mesma relação entre quem consome batatas no formato chips.

O estudo também apontou que a substituição de uma das porções semanais de batata por um outro vegetal não-amiláceo, isto é, rico em amido, como batata e abóbora, auxilia na redução da pressão arterial e dos riscos de se desenvolver um quadro de hipertensão.

A equipe de cientistas, comandada pela médica Lea Borgi, também rebate decisão da FDA, agência similar à Vigilância Sanitária, que incluiu a batata no rol dos vegetais dos programas de alimentação do governo dos Estados Unidos. "Nosso estudo não apoia os benefícios potenciais da inclusão da batata em ações de saúde pública", diz o texto publicado no periódico 'British Medical Journal'.

Foto: © Pixabay.
Siga o CCM Saúde no Twitter