Energéticos ameaçam funcionamento do coração

Pedro.Saude - 8 de julho de 2015 - 13:16

Energéticos ameaçam funcionamento do coração

Estudo internacional alerta que combinação de bebidas com álcool pode tornar efeitos ainda mais graves

(CCM SAÚDE) - O consumo regular de bebidas energéticas pode trazer sérios problemas para o coração de adolescentes, revelou estudo realizado por pesquisadores de Espanha, Itália e Estados Unidos. O grupo analisou meninos de 13 anos que jogaram uma partida de futebol logo após ingerirem energéticos. Monitorados, os garotos apresentaram quadros de fibrilação atrial, quando o coração bate em ritmo irregular e acelerado. O distúrbio é altamente incomum entre jovens.



De acordo com o levantamento, o responsável pelo mau funcionamento do coração desses adolescentes é a cafeína, encontrada em concentração duas vezes maior do que nos grãos de café em bebidas deste tipo. O produto aumenta a frequência cardíaca e a pressão arterial, o que provoca a arritmia. "Os energéticos deixam o metabolismo constantemente acelerado, o que propicia a manutenção dos problemas", explicou ao jornal 'Zero Hora' o médico Sergio Timerman.

Os pesquisadores também apontam que a combinação de energéticos com bebidas alcoólicas, comum em casas noturnas, pode ser ainda mais perigosa para a saúde do coração, pois o exagero do álcool potencializa os efeitos danosos dos energéticos, prolongando o período de arritmia.

Além disso, o energético, ao deixar o usuário mais alerta, mascara a embriaguez e leva o paciente a beber mais e sentir-se livre dos efeitos da bebida, abrindo espaço para atitudes perigosas. "Essa mistura dá uma falsa impressão de que o estado de embriaguez está menor do que ele realmente está. A pessoa não percebe tão bem que está com a capacidade motora fina debilitada, podendo se sentir apta a dirigir, por exemplo", argumenta a nutricionista Erika Reinehr.

Foto: © Pixabay.