Uso de maconha e cigarro gera efeito inusitado

Pedro.Saude - 18 de julho de 2016 - 08:32

Uso de maconha e cigarro gera efeito inusitado

Área do cérebro ligada à memória diminui, mas capacidade do usuário das duas drogas aumenta

(CCM SAÚDE) — Em média, 70% dos usuários de maconha também faz uso de cigarros convencionais de nicotina. Um estudo da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, mostrou que a combinação gera efeito colateral inusitado no cérebro dessas pessoas e inverte uma relação encontrada entre os indivíduos que não utilizam nenhuma das duas drogas.

A situação diz respeito ao hipocampo, região do cérebro responsável pela memória e outras funções cognitivas. Em geral, o tamanho dessa porção cerebral está relacionado à capacidade da pessoa lembrar fatos e eventos. Ou seja, quanto maior o hipocampo, maior a memória do indivíduo.

No entanto, a pesquisa demonstrou que entre os usuários frequentes de tabaco e maconha a relação é inversa. Assim, entre eles, quanto menor for o hipocampo, maior será a memória da pessoa. O inusitado é que o consumo combinado das duas substâncias reduz o volume do hipocampo. Desta forma, quanto maior o uso das drogas, maior será a memória do paciente.

Líder do estudo, a pesquisadora Francesca Filbey garante que muito ainda precisa ser estudado na relação tabaco-maconha, que, apesar da alta prevalência, sempre foi desprezada pela maioria dos trabalhos sobre efeitos da cannabis. "Sempre imaginamos que a interação das duas substâncias não traria efeitos lineares para o cérebro e o trabalho só mostra como essa relação é bastante complicada", afirma ela.

Para a realização da pesquisa, foram considerados usuários frequentes aquelas pessoas que utilizam maconha ao menos quatro dias por semana e que fumam, no mínimo, 10 cigarros por dia.

Foto: © Pixabay.
Siga o CCM Saúde no Twitter

Última modificação: 18 de julho de 2016 às 08:32 por Pedro.Saude.