Cachorros entendem humanos, diz pesquisa

Natali.Saude - 2 de setembro de 2016 - 09:54

Cachorros entendem humanos, diz pesquisa

Trabalho conduzido na Hungria mostra um mecanismo de processamento de palavras em não primatas

(CCM SAÚDE) — Um estudo conduzido pela Universidade de Eotvos Lorand, na Hungria, comprovou o que muita gente já sentia: os cães compreendem o que as pessoas dizem — e como elas dizem.



Essa conclusão foi obtida após os cientistas escanearem o cérebro dos animais no exame de ressonância magnética funcional. Segundo eles, o processamento do discurso nos hemisférios direito e esquerdo do órgão acontece da mesma forma que nos humanos. Isso significa que os cães são capazes de interpretar o diálogo e a forma como ele é entonado.

Diferentemente do que se imaginava, o trabalho, publicado na revista Science, indicou que os cães não apenas associam determinados sons a objetos, mas também conseguem entender o significado do vocábulo. Não adianta dizer “bom garoto” ou “vamos passear” com a cara amarrada. "O incentivo funciona como uma recompensa. Mas isso funciona melhor se tanto a palavra quanto a entonação estiverem em sintonia", diz o neurocientista Attila Andics, principal autor do estudo.

Para a realização dos testes, os pesquisadores treinaram 13 cães de diferentes raças (incluindo sem raça definida), de forma que ficassem imóveis dentro da máquina de ressonância magnética. Depois, eles monitoraram a atividade cerebral dos animais à medida que ouviam o que seus treinadores diziam. As palavras de incentivo eram ditas em um tom de voz negativo, positivo ou neutro.

As imagens mostraram que o hemisfério esquerdo do cérebro processa as palavras com significado, ao passo que o direito identifica entonações de incentivo. Estudos anteriores mostraram que humanos e cachorros usam essa mesma região auditiva para processar sons emocionais não verbais. "Então, os cães não só diferenciam o que dizemos e como dizemos, mas também conseguem combinar os dois para interpretar corretamente o que as palavras realmente querem dizer. Isso é muito parecido com o que os humanos fazem", observa Andics.

O pesquisador complementa dizendo, ainda, que os cachorros compreendem cerca de mil palavras, independentemente da raça. "Não achamos que exista uma grande diferença entre raças; na verdade, acreditamos que os padrões devam ser similares em outros mamíferos também."

Foto: © bitt24 - Shutterstock.com

Siga o CCM Saúde no Twitter