Anticoncepcional reduz câncer de ovário

Pedro.Saude - 8 de setembro de 2016 - 11:28

Anticoncepcional reduz câncer de ovário

Uso de contraceptivo oral reduziu casos da doença em diversas partes do mundo, mas houve crescimento no Brasil

(CCM SAÚDE) — O uso de comprimidos orais como método contraceptivo é um dos causadores da queda global no número de casos de câncer de ovário, afirma estudo da Universidade de Milão, na Itália. O levantamento revelou redução da taxa da doença em diversas partes do mundo. Na contramão, o Brasil é um dos poucos países da América do Sul a apresentar aumento nos últimos dez anos.

O estudo revelou algumas baixas expressivas na proporção de casos de câncer de ovário. Na Estônia, por exemplo, a queda foi de 28%. Em média, os países da União Europeia o recuo foi de 10% entre 2002 e 2012, período em que o trabalho foi feito. Já nos Estados Unidos, a diminuição foi de 16% enquanto Austrália e Nova Zelândia reduziram 12% em dez anos.

"As grandes variações da taxa de mortalidade na Europa diminuíram desde os anos 1990 provavelmente devido a uma utilização mais uniforme dos anticoncepcionais orais, assim como por fatores reprodutivos, como a quantidade de filhos por mulher", disse Carlo La Vecchia, autor da pesquisa.

Na América Latina, também houve redução dos casos em países como Argentina, Chile e Uruguai. No entanto, as ocorrências aumentaram entre 2002 e 2012 no Brasil. O crescimento da taxa também se deu nações como Colômbia, Venezuela e México.

Foto: © Bohbeh - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter