Saliva aponta gravidade do câncer de boca

Pedro.Saude - 15 de setembro de 2016 - 13:42

Saliva aponta gravidade do câncer de boca

Análise de algumas proteínas presentes na secreção indicam risco e gravidade, mostra pesquisa da USP

(CCM SAÚDE) — Certas proteínas encontradas na saliva são uma forma de apontar a gravidade de um carcinoma oral, uma das formas com mais mortalidade de câncer de boca, aponta pesquisa pioneira realizada na Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (USP). A descoberta tem potencial para auxiliar e desenvolver o tratamento da doença.



Durante o experimento, os cientistas identificaram 38 proteínas que só são encontradas em pacientes com o carcinoma. A presença delas, portanto, poderia acelerar o diagnóstico e iniciar o tratamento ainda com as lesões em menor tamanho, o que hoje é mais difícil de ocorrer.

"Os pacientes chegam já com lesões avançadas. Os ferimentos começaram pequenos e, por meses, se desenvolveram", aponta o pesquisador Márcio Lopes, em entrevista ao portal G1. Por sua vez, Adriana Franco vê boas perspectivas na descoberta: "A saliva se mostrou uma fonte interessante de prognóstico. Isso é animador porque é um fluido obtido sem a necessidade de procedimentos invasivos", diz a especialista.

O carcinoma oral é uma das formas de câncer de boca mais graves que há. Em 20% dos casos, o paciente vai a óbito nos cinco anos seguintes ao diagnóstico.

Foto: © pedrosala - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter