Algodistrofia


Definição

A algodistrofia (ou algoneurodistrofia) é caracterizada por dores nas articulações secundárias a um traumatismo sofrido nesta articulação. Trata-se de uma doença muito incapacitante, e muito dolorosa e difícil de curar. Ela afeta principalmente pessoas entre 35 e 65 anos, mas pode também afetar outras faixas etárias.
Esse tipo de patologia começa geralmente após um trauma, como por exemplo, uma entorse ou uma intervenção cirúrgica, mas é imprevisível pois pode também surgir sem razão aparente.

Manifestações

A algodistrofia se manifesta por:
  • Uma dor difusa e profunda, às vezes como uma queimadura ou uma descarga;
  • Uma impotência funcional (diminuição dos movimentos ou impossibilidade de utilizar a área sensível, justamente em razão da dor sentida na mesma);
  • Uma melhora espontânea muito lenta, mas progressiva e que em geral não deixa sequelas.

Diagnóstico

O diagnóstico da algodistrofia é difícil de ser feito e é geralmente realizado por eliminação, ou seja, após ter descartado os outros diagnósticos que encachem com os sintomas do paciente. Os sinais clínicos são raramente tão significativos para permitir estabelecer um diagnóstico certeiro. Os exames complementares são uma boa indicação, mas também não são suficientes.
Finalmente podemos fazer o diagnóstico quando encontramos elementos suficientes, tais quais:
  • Um antecedente de traumatismo ou de operação;
  • Uma dor exacerbada e persistente a qualquer estímulo, mesmo que leve;
  • Uma rigidez articular com diminuição da amplitude dos movimentos (com uma fadiga muscular presente em 50% dos casos);
  • Uma desmineralização colocada em evidência pela cintilografia óssea ou uma osteoporose visível na radiografia em estágios avançados.

Tratamento

Para esperar os melhores resultados possíveis é imperativo iniciar o tratamento rapidamente.
Os tratamentos empregados para lutar como a algodistrofia vêm, sobretudo para lutar contra a dor. Tratam-se de:
  • Analgésicos;
  • Anti-inflamatórios não esteroides;
  • Fisioterapia e ergoterapia;
  • Balneoterapia;
  • Os métodos alternativos manuais às vezes possuem efeitos benéficos: fisioterapia, osteopatia, quiropraxia...


Evolução: não é possível prevenir uma algodistrofia, pois não conhecemos as causas exatas do surgimento desta patologia. Em revanche, sabemos que ela possui a tendência a desaparecer espontaneamente, geralmente nos dois anos que seguem a sua aparição, sem que ainda saibamos o porquê, até os dias de hoje.
Ela geralmente não deixa nenhuma sequela a não ser quando ela dura mais de dois anos. Nestes casos encontramos um enrijecimento articular e uma fraqueza muscular às vezes acompanhada de dores.

Veja também

Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:47 por asevere.
Este documento, intitulado 'Algodistrofia', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Alcoólatra
Alergia ao sol