Remédio para diabetes pode combater Alzheimer

Natali Chiconi - 4 de janeiro de 2018 - 10:31
Remédio para diabetes pode combater Alzheimer
Em testes com camundongos, medicamento reverteu falhas na memória das cobaias

(CCM SAÚDE) — Um remédio desenvolvido para tratar o diabetes tipo 2 promete ser uma esperança para quem sofre do mal do Alzheimer. Isso porque, em testes com ratos, ele reduziu significativamente falhas de memória.


Indicado para tratar diabetes tipo 2, a droga, que ainda não está disponível comercialmente, utiliza a ação de três substâncias (GLP-1, GIP e glucagon) para reverter níveis tóxicos de glicose no sangue.

Conduzido por pesquisadores da Universidade de Lancaster, no Reino Unido, o estudo foi publicado na revista 'Brain Research' e complementa outras pesquisas que já utilizam remédios para diabetes contra demência e Alzheimer - doenças mais comuns em quem possui deficiência na produção de insulina.

Segundo os pesquisadores, o sucesso do experimento se deve ao fato de que pessoas com Alzheimer não aproveitam a glicose da mesma forma que pessoas sem esse problema, sugerindo que disfunções na glicose estejam envolvidas nesse processo.

No caso específico do Alzheimer, a pesquisa com ratos funcionou da seguinte maneira: cobaias com idade avançada que tinham a doença eram colocadas em labirintos. Parte delas recebia a droga e outra parte não. Ao final da avaliação, percebeu-se que quem ingeriu o medicamento teve resultados bem melhores, saindo do labirinto com mais facilidade.

Houve ainda a descoberta de que o composto elevou níveis de um fator de crescimento responsável por melhorar a função de células neuronais.

Foto: © Suwat Supachavinswad - 123RF.com