Febre amarela: maior total de casos em décadas

Pedro Muxfeldt - 15 de janeiro de 2018 - 11:43
Febre amarela: maior total de casos em décadas
Segundo a Opas, sete países das Américas registraram a doença; caso do Brasil é o mais grave

(CCM SAÚDE) — O número de casos de febre amarela no continente americano é o mais alto das últimas décadas, aponta relatório da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), braço da Organização Mundial de Saúde (OMS) para as Américas.


O caso mais grave é do Brasil. Ao todo, outros seis países - Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Peru e Suriname - também registraram casos da doença. No entanto, o Brasil foi o único deles a já apresentaram ocorrências neste ano.

Segundo a Opas, de junho de 2016 a junho de 2017, o país teve 777 casos e 261 mortes. Em 2003, por exemplo, o único país afetado foi a Colômbia, com apenas nove registros. Já em 2009, o Brasil confirmou 26 pessoas infectadas.

No relatório, a agência de saúde ligada às Nações Unidas também defendeu a decisão tomada pelas autoridades brasileiras de fracionar a vacina da febre amarela para atender um contingente maior. Além disso, a Opas afirma que não devem haver campanhas massivas de vacinação, mas atendimento apenas a populações suscetíveis.

Foto: © Tacio Philip Sansonovski - Shutterstock.com