Água em garrafa tem microplásticos, diz estudo

Natali Chiconi - 16 de março de 2018 - 09:31
Água em garrafa tem microplásticos, diz estudo
Pesquisa indica que poluentes são nylon, PET e polipropileno, utilizados na fabricação das garrafas

(CCM SAÚDE) — A água engarrafada sempre foi relacionada a mais saúde e bem-estar, porém, agora, uma pesquisa descobriu que existem inúmeros microplásticos nesses recipientes, que podem causar danos à saúde.


Embora os cientistas ainda não saibam quais são os efeitos desses elementos no corpo humano, sabe-se que, de 11 marcas testadas, provenientes de 19 países, 93% das amostras tinha microplásticos. O estudo, conduzido pela organização 'Orb Media', levantou preocupações sobre os efeitos desses poluentes no corpo humano.

"Há preocupações quanto à invasão física de tecidos do corpo e a carga química associada aos plásticos", afirma o especialista Rolf Halden, da Universidade do Arizona, enfatizando que ainda não se sabe quantas dessas partículas chegam à corrente sanguínea.

"Se partículas minúsculas, incluindo plásticos, entrarem dentro de um tecido do corpo humano, elas podem causar o que se chama de estresse oxidativo, o que pode levar a inflamações crônicas”, completa Heather Leslie, especialista da Universidade Livre de Amsterdã.

Os pesquisadores ainda não sabem de onde vem a contaminação. Porém, sabe-se que os materiais mais identificados foram o nylon, o PET (usado em garrafas plásticas de bebidas) e o polipropileno, utilizado para fabricar tampas de garrafas. Vale destacar que essas substâncias também foram encontradas em amostras de água engarrafada em vidro.

Anualmente, a indústria global de água engarrafada movimenta cerca de 120 bilhões de euros. Desde 2012, o consumo mundial passou de 288 bilhões de litros para 391 bilhões.

Foto: © Artem Varnitsin - Shutterstock.com