Novo método reduz efeito colateral de remédios

Pedro.CCM - 14 de maio de 2018 - 08:59

Novo método reduz efeito colateral de remédios

Técnica separa moléculas quirais e pode ser usada na indústria alimentícia e em fertilizantes agrícolas

(CCM SAÚDE) — Uma técnica inovadora criada por dois cientistas israelenses pode reduzir de maneira significativa os efeitos colaterais provocados pelo uso de medicamentos e ter aplicações para além da medicina.



O método, desenvolvido pelos pesquisadores Yossi Paltiel, da Universidade Hebraica de Jerusalém, e Ron Naaman, do Instituto de Ciência Weizmann, se baseia na separação das chamadas moléculas quirais. Esses compostos, derivados da palavra 'mão' em grego, são moléculas de mesma composição, porém rebatidas, como as mãos humanas.

No entanto, há importantes diferenças entre os mecanismos de ação e efeitos das moléculas da esquerda e da direita. Um dos exemplos mais claros dessa distinção é o da talidomida. Popular nos anos 1950 para controlar náuseas de grávidas, identificou-se, anos mais tarde, que, enquanto a molécula direita aliviava os enjoos, a da esquerda provocava sérias malformações nos fetos.

A técnica criada pela dupla utiliza o magnetismo para fazer a separação entre os dois grupos de moléculas. Os cientistas observaram que cada tipo de molécula é atraído por um polo diferente, permitindo, assim, a divisão.

Paltiel e Naaman acreditam que a novidade poderá levar ao desenvolvimento de medicamentos mais eficazes e que provoquem reações adversas mais brandas e com menor frequência. Além disso, o método poderia ser empregado na formulação de pesticidas e fertilizantes - que poderiam ser usados em menores quantidades - e também na indústria alimentícia, na composição de ingredientes dos produtos.

Foto: © Tonhom1009 - Shutterstock.com