Estudo: bebida em excesso aumenta a TPM

Natali_CCM - 17 de maio de 2018 - 06:49
Estudo: bebida em excesso aumenta a TPM
Ingestão grande de álcool foi associada a um aumento de 79% do risco de mulheres terem o problema

(CCM SAÚDE) — A tensão pré-menstrual (TPM) é um pesadelo para diversas mulheres, que passam dias terríveis todos os meses. Agora, uma pesquisa, conduzida na Espanha, aponta que o álcool pode agravar essa condição.

De acordo com o estudo da Universidade de Santiago de Compostela, 11% dos casos de TPM estão relacionadas a um exagero no consumo de bebidas alcoólicas. A conclusão foi obtida a partir de informações de 19 estudos de oito países, totalizando 47 mil participantes.


"Verificamos praticamente todos os bancos de dados bibliográficos de estudos médicos e também entramos em contato com autores pessoalmente. Alguns deles nos forneceram dados não publicados", conta Bahi Takkouche, autora do artigo obtido a partir do estudo.

Segundo a análise dos dados, o consumo moderado de álcool (uma taça de vinho ou copo de chope) eleva em 45% o risco de as mulheres terem TPM. Ingestões mais altas elevaram também o risco para 79%.

Segundo os estudiosos, uma possível explicação para esse fenômeno é que o consumo de álcool altera os níveis de hormônios sexuais esteroides e gonadotrofina durante o ciclo menstrual, desencadeando a síndrome.

Globalmente, a proporção de mulheres que consomem álcool é estimada em cerca de 30%. Cerca de uma em cada 20 (o equivalente a 6%) é considerada bebedora pesada. Atualmente, a TPM é responsável por afastar inúmeras mulheres de seus trabalhos e gerar sintomas incapacitantes em suas vidas reprodutivas.

Para combater isso, os médicos recomendam a prática de atividades físicas e alteração na dieta, reduzindo também a ingestão de álcool.

Foto: © Piotr Marcinski - Shutterstock.com