Disfunção erétil aumenta risco cardiovascular

Natali_CCM - 21 de junho de 2018 - 09:19
Disfunção erétil aumenta risco cardiovascular
Análise da performance masculina pode indicar a saúde as artérias e do coração

(CCM SAÚDE) — A disfunção erétil e o risco de doença cardiovascular estão diretamente ligados, segundo uma pesquisa da American Heart Association, que indicou um aumento de infartos e AVCs em quem tem problemas sexuais.


O estudo, que avaliou quase 2 mil homens, com idades entre 60 e 78 anos, sem histórico de doença coronariana ou acidente vascular cerebral, descobriu que 46% deles haviam relatado problemas de ereção e, por consequência, tiveram o dobro de doenças coronarianas do que quem não apresentou essa queixa.

Michael J. Blaha, um dos autores da pesquisa, enfatiza que uma avaliação cardiovascular é fundamental para identificar riscos não detectados. Além disso, fatores como obesidade, tabagismo e síndrome metabólica elevam esses riscos.

Especialistas reforçam a necessidade de abordar a vida sexual do paciente nas consultas, já que é cada vez maior o número de idosos que fazem sexo e, com essas informações, ajudar a identificar os riscos de problemas cardiovasculares.

Foto: © Dmitriy Shironosov - 123RF.com