Pólio: 312 cidades têm baixa cobertura vacinal

Pedro Muxfeldt - 5 de julho de 2018 - 07:30
Pólio: 312 cidades têm baixa cobertura vacinal
Risco é de reintrodução da doença; último caso da doença no Brasil ocorreu em 1990

(CCM SAÚDE) — O Ministério da Saúde emitiu, nesta quarta-feira (4), alerta para 312 cidades que estão com níveis de cobertura vacinal contra a poliomielite abaixo dos 50%.


Com isso, há risco de reintrodução da doença no país, que está erradicada desde 1990. Em encontro com autoridades de saúde municipais e estaduais, a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Carla Domingues, deixou claro que taxa menores que 95% já há possibilidade de ocorrência da doença.

"A vacinação é a única forma de prevenção da poliomielite e outras doenças que não circulam mais no país. Todas as crianças menores de 5 anos devem ser vacinadas. É uma questão de responsabilidade social", afirmou ela.

Dentre os 312 municípios com proteção abaixo dos 50%, o caso mais grave é o de Ribeira do Pombal, na Bahia, onde apenas 0,5% dos menores de 5 anos estão vacinados. No total, 14 cidades têm taxas de imunização abaixo dos 5%. Das capitais, estão na lista São Paulo (30,60%), Florianópolis (40,98%) e Natal (42,66%).

O esquema de vacinação da poliomielite prevê doses aos dois, quatro e 15 meses e depois anualmente até os 5 anos. A vacina contra a pólio está disponível nos postos de saúde durante todo o ano. Além disso, a campanha nacional de vacinação contra a poliomielite acontece em todo o país de 6 a 31 de agosto.

Foto: © Kyryl Gorlov - 123RF.com