Radiação de celular pode afetar a memória

Pedro Muxfeldt - 25 de julho de 2018 - 09:33
Radiação de celular pode afetar a memória
Campo eletromagnético criado afeta região do cérebro ligada à memória quando aparelho está perto da orelha

(CCM SAÚDE) — A radiação emitida por um aparelho celular é capaz de reduzir a capacidade de memória, afirma estudo suíço realizado com 700 adolescentes de 12 a 17 anos.


A equipe de pesquisadores do Instituto de Saúde Pública e Tropical da Suíça avaliaram informações de uso de smartphones pelo grupo de participantes e compararam esses dados com o resultado de testes de memória.

A conclusão aponta que parece haver uma associação entre o maior uso do telefone colado à orelha - durante ligações ou escutando áudios - e redução no desempenho da memória desses adolescentes. Por outro lado, outras formas de uso do aparelho, como digitar mensagens e jogar, não apresentaram estes efeitos.

Apesar de garantirem que mais análises são necessárias para confirmar os efeitos de longo prazo do uso do celular na memória, os cientistas defendem que se evite colocar o aparelho junto à orelha, preferindo, por exemplo, utilizar o viva-voz durante ligações.

Foto: © iStock.