Pedalar reduz estresse e sentimento de solidão

Natali_CCM - 22 de agosto de 2018 - 10:30
Pedalar reduz estresse e sentimento de solidão
Pesquisadores descobriram que, além dos benefícios físicos, atividade melhora a saúde mental

(CCM SAÚDE) — A bicicleta já é tida como uma solução para perder peso e fortalecer os músculos. Agora, uma pesquisa, feita na Europa, estende seus benefícios a nível mental.


Ao avaliarem 3.567 moradores de sete cidades europeias, os cientistas perceberam que quem pedalava tinha maiores níveis de vitalidade, autopercepção do estresse e menos sentimento de solidão.

"Esses níveis de bem-estar podem ser explicados pelo fato de a bicicleta poder oferecer independência, ser econômica e agradável e conseguir criar identidade — os ciclistas gostam de se identificar como ciclistas", conta, ao jornal 'Correio Braziliense', Ione Ávila Palencia, pesquisadora do Instituto de Saúde Global de Barcelona (ISGlobal), na Espanha, e principal autora do trabalho.

Na pesquisa, todos os participantes, que tinham pelo menos 18 anos, responderam a um questionário sobre a relação entre locomoção e saúde. Entre as perguntas estava a frequência do uso de diferentes modos de transporte — carro, moto, transporte coletivo, bicicleta, bicicleta elétrica e caminhada —, e como eles percebiam sua própria saúde, bem como quais relações sociais estabeleciam (solidão e contato com amigos e/ou familiares).

Como resultado, descobriu-se que o uso regular da bicicleta produziu os melhores resultados em todas as análises. Esse meio de transporte foi mais associado à melhor autopercepção da saúde geral, melhor saúde mental, maior vitalidade, menor autopercepção do estresse e menos sentimento de solidão.

"Todos esses resultados sugerem que o uso da bicicleta como meio de transporte poderia ajudar a melhorar a coesão social em uma comunidade ou um bairro, reduzindo os sentimentos de solidão da população", completa Ione.

Atualmente, são cada vez maiores os casos de depressão e ansiedade e, por isso, é importante descobrir como a bicicleta pode contribuir para a prevenção desses problemas. Seus benefícios vão muito além da melhora da saúde, já que ela promove o encontro de grupos, sensações positivas e faz com que tenhamos contato com o mundo.

O estudo é parte do projeto de pesquisa Atividade Física Através de Abordagens de Transporte Sustentável (PASTA, pela sigla em inglês), financiado pela União Europeia e realizado em sete cidades: Londres (Inglaterra), Antuérpia (Bélgica), Barcelona (Espanha), Orebro (Suécia), Roma (Itália), Viena (Áustria) e Zurique (Suíça).

Foto: © wavebreakmedia - Shutterstock.com