Pesquisa aponta óleo de coco como “puro veneno”

Natali Chiconi - 24 de agosto de 2018 - 09:48
Pesquisa aponta óleo de coco como “puro veneno”
Estudiosa de Harvard desmente nutricionistas e afirma que óleo de coco é mais perigoso que banha

(CCM SAÚDE) — Uma epidemiologista lançou polêmica nesta semana ao lançar um vídeo desmentindo os benefícios do óleo de coco, queridinho de nutricionistas nos últimos anos.


Segundo a pesquisa da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, o óleo de coco é "puro veneno", pois é mais perigoso do que banha por conter quase exclusivamente ácidos graxos saturados, responsáveis por elevar os níveis de colesterol (bom e ruim), podendo entupir as artérias.

A palestra, intitulada 'Óleo de Coco e outros Erros Nutricionais', na Universidade de Freiburg, onde ela dirige o Instituto para Prevenção e Epidemiologia de Tumores, já atingiu milhões de visualizações e tem se popularizado em todo o mundo.

Ela, inclusive, reforça as diretrizes da Associação Americana do Coração (AHA, na sigla em inglês), que também recomendam que as pessoas evitem gordura saturada, como a encontrada no óleo de coco.

A apresentação, em alemão, causou polêmica em todo o mundo e ganhou apoio de especialistas, que dizem que os benefícios do óleo de coco não possuem comprovação científica.

"Considerando que o óleo de coco pode ser deletério para os pacientes devido à sua elevada concentração de ácidos graxos saturados, a Sbem e a Abeso posicionam-se frontalmente contra a utilização terapêutica do óleo de coco com a finalidade de emagrecimento", disse a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (Sbem) e a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso).

As organizações não recomendaram, também, o uso de óleo de coco como substituto do óleo de cozinha, devido ao seu alto teor de gorduras saturadas e próinflamatórias. "O uso com moderação de óleos vegetais com maior teor de gorduras insaturadas (como soja, oliva, canola e linhaça) é preferível para redução de risco cardiovascular", enfatizam.

Foto: © magone - 123RF.com