Câncer vai causar 9,6 milhões de mortes em 2018

Pedro Muxfeldt - 13 de setembro de 2018 - 10:54
Câncer vai causar 9,6 milhões de mortes em 2018
Número aumenta em relação ao 2014, aponta estudo; total de casos supera os 18 milhões

(CCM SAÚDE) — Relatório da Agência Internacional para Pesquisa em Câncer (Iarc) estima que 9,6 milhões de pessoas morrerão pela doença ao longo de 2018, aumento de 17% em relação ao mesmo estudo feito em 2014.


Há quatro anos, os dados do Iarc apontavam 8,2 milhões de morte por câncer no mundo. Os números de casos também cresceram, passando de 14,1 milhões em 2014 para 18,1 milhões neste ano, acréscimo de 28%.

O estudo também mostrou que boa parte dos casos de câncer poderiam ser evitados apenas com mudanças nos hábitos de vida já que entre 30% e 40% das ocorrências se devem à obesidade ou consumo de álcool e tabaco. Estas causas são ainda mais frequentes em países desenvolvidos.

Os tipos de câncer mais comuns, de acordo com a pesquisa, são os tumores de pulmão, mama e bexiga, que respondem juntos por um terço dos casos. Por ter um prognóstico mais desfavorável, o câncer de pulmão é o mais mortal e vai vitimar 1,8 milhão de pessoas apenas em 2018.

Além disso, o grupo internacional prevê que, ao longo da vida, cerca de 22% dos homens e 17% das mulheres terão pelo menos um caso de câncer, sendo que 13% dos homens e 9% das mulheres morrerão por conta da doença.

Foto: © vchal - Shutterstock.com