Poluição chega aos bebês na gestação, diz estudo

Natali Chiconi - 28 de setembro de 2018 - 08:58
Poluição chega aos bebês na gestação, diz estudo
Pesquisadores do Reino Unido encontraram componentes de poluição na placenta de gestantes

(CCM SAÚDE) — Alguns efeitos da poluição atmosférica já são conhecidos, porém o que não se sabia, até agora, é que as partículas nocivas chegam à placenta.


A conclusão foi obtida após pesquisadores da Universidade Queen Mary, no Reino Unido, encontrarem partículas de materiais poluentes, comumente detectados em grandes cidades, nas células da placenta de cinco mulheres.

Ao examinarem os macrófagos - células do sistema imunológico que removem as partículas danosas ao corpo - os cientistas acharam 72 partículas negras entre 3.500 células. Ao conduzirem estudos mais aprofundados, descobriram que as partículas de sujeira se pareciam com as encontradas nos macrófagos dos pulmões.

"Ainda não sabemos se as partículas que encontramos podem passar para o feto, mas as pesquisas sugerem que isso é possível", disse, à 'BBC News Brasil', a pediatra Norrice Liu, da equipe de pesquisadores, que apresentaram o estudo no Congresso Internacional da Sociedade Respiratória Europeia (ERS, na sigla em inglês).

Embora o estudo ainda necessite de mais pesquisas de aprofundamento, o que se sabe, por ora, é que há uma relação entre poluição e baixo peso ao nascer, além de alterações no fluxo de sangue da mãe para o bebê via placenta. Há, ainda, risco maior de parto prematuro.

Para prevenir que todos esses problemas aconteçam, os cientistas recomendam que seja reduzida ao máximo a exposição à poluição. Não se pode, no entanto, fazer nada do ponto de vista individual para evitar que essas partículas cheguem ao bebê.

Foto: © dolgachov - 123RF.com