Pílula ligada a menor risco de câncer de ovário

Pedro Muxfeldt - 1 de outubro de 2018 - 08:39
Pílula ligada a menor risco de câncer de ovário
Possibilidade de desenvolver doença é 34% menor entre mulheres que utilizam contraceptivos

(CCM SAÚDE) — O uso de contraceptivos hormonais modernos reduz o risco de câncer de ovário, afirma pesquisa realizada na Dinamarca.


O estudo avaliou informações sobre 1,8 milhão de mulheres dinamarquesas em idade fértil. Nenhuma delas tinha histórico de câncer ovariano ou infertilidade. Ao final da análise, os cientistas concluíram que mulheres que usam a pílula têm 34% menos risco da doença do que aquelas que não tomam o remédio.

O trabalho, realizado nas universidades de Aberdeen e Copenhague, também mostrou que aquelas mulheres utilizando versões mais modernas da pílula, que combinam os hormônios progesterona e estrogênio, apresentam risco ainda menor de ter câncer de ovário.

De acordo com os dados da pesquisa, o uso da pílula provocou uma redução de 21% no total de casos de câncer de ovário em todo o mundo. No entanto, o estudo não levou em conta mulheres com mais de 50 anos, faixa etária em que os casos de câncer de ovário são mais comuns.

Foto: © Image Point Fr - Shutterstock.com