América Latina tem maior taxa de cesáreas

Pedro Muxfeldt - 15 de outubro de 2018 - 08:35
América Latina tem maior taxa de cesáreas
Brasil é o segundo país onde mais se realizam cesarianas, atrás apenas da República Dominicana

(CCM SAÚDE) — A América Latina é a região do planeta que possui o maior índice de cesarianas, aponta relatório com base em dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).


No somatório de todos os países, a América Latina apresenta taxa de 44,3% de cesáreas. Na outra ponta do ranking está a África subsaariana, com apenas 4,1%. Segundo a pesquisa, há uma forte relação entre a renda da gestante e a realização de parto normal ou cesariana.

No entanto, não é somente este fator que provoca patamares tão elevadas em países de renda média, como o Brasil. Para Marleen Temmermann, cientista da Universidade Aga Khan, no Quênia, e coordenadora da pesquisa, a falta de competência das equipes médicas para lidar com partos normais difíceis e o menor custo da cesariana também influenciam neste cálculo.

Os números do levantamento, referentes ao ano de 2015, também mostram que o Brasil está em segundo lugar quanto à taxa de cesáreas. No país, 55,5% dos partos são feitos desta maneira, o que nos deixa atrás apenas da República Dominicana, que soma 58,1%.

Nos últimos anos, porém, o Brasil tem feito avanços neste tema. Projeto da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) junto a hospitais privados - onde a taxa de cesarianas é muito superior aos partos na rede pública - conseguiu elevar a taxa de partos normais em 26 clínicas de 21% para 37%.

Foto: © Dmitriy Shironosov - 123RF.com