Famílias no Brasil estão menores que média mundial

Famílias no Brasil estão menores que média mundial
Estudo da ONU mostra que taxa de fecundidade no país caiu para apenas 1,7 filho por mulher

(CCM SAÚDE) — A taxa de fecundidade no Brasil caiu para 1,7 filho por mulher, aponta estudo da ONU. O índice está abaixo do nível de reposição da população, que é de 2,1.

Segundo o levantamento das Nações Unidas, a média global de fertilidade é de 2,5 filhos por mulher. Há, no entanto, enormes disparidades entre as regiões. Na África subsaariana, por exemplo, o índice chega a 5,2 filhos enquanto em países desenvolvidos a taxa não ultrapassa os 2 filhos por mulher.

A taxa de fecundidade no Brasil vem caindo constantemente nos últimos 50 anos. Em 1970, a média era de 6,2 filhos por mulher. Em 1991, o país registrou pela primeira vez índice inferior à média mundial (2,85 contra 3,16). Em 2000, último dado antes da pesquisa deste ano, o valor estava em 2,38, ainda acima da taxa de reposição.

Segundo especialistas, o Brasil viveu, nos últimos anos, o fenômeno da transição demográfica, quando a população jovem começa a decrescer enquanto a faixa etária dos idosos se alarga. Esta situação, atrelada à desigualdade social no país e problemas no acesso à educação de qualidade, impõe grandes desafios ao país.

Recomendação da ONU afirma que países na posição ocupada hoje pelo Brasil necessitam implementar educação sexual para jovens, garantir acesso gratuito a contraceptivos e a serviços de reprodução e implementar soluções para redução da desigualdade de gênero.

Foto: © Cathy Yeulet - 123RF.com
Veja também