Laxante não emagrece e traz riscos à saúde

Natali Chiconi - 19 de outubro de 2018 - 08:49
Laxante não emagrece e traz riscos à saúde
Estudo indica que uso crônico do medicamento atrapalha a absorção de nutrientes

(CCM SAÚDE) — A "moda" de tomar laxante para emagrecer virou solução rápida para se livrar de quilos indesejados. O problema é que ela pode ser muito perigosa para o corpo.


Pesquisas indicam que o uso crônico dos laxantes faz com que haja desgaste dos nervos intestinais, levando à constipação, ou seja, a um efeito contrário ao desejado. Outro problema é a má absorção de nutrientes vitais ao organismo.

"Isso acontece não porque eles vão embora com a água, mas porque a irritação na mucosa do intestino causada pelos laxantes prejudica o trabalho de absorção que algumas células do intestino fazem, especialmente de micronutrientes", explica Dr. José Romanholi Neto, da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva.

Segundo a instituição, o uso inadequado de laxantes pode criar dependência, fazendo com que o intestino perca os movimentos naturais. Quem toma o medicamento para emagrecer acha que vai eliminar gorduras, mas não é o que acontece na prática.

"A pessoa tem aquela sensação de estar desinchando, mas, na verdade, não está perdendo gordura. Ela está perdendo líquido. Depois, quando ela volta a se reidratar, volta para o peso. O laxante é indicado para quem tem o intestino preso e não por um período crônico. Você tem que usar de forma gradual e por orientação médica", completa Dr. José Romanholi.

Uma dica para quem deseja emagrecer com saúde é se consultar com um especialista, que pensará em uma dieta e em hábitos de vida mais saudáveis, que garantirão uma perda de peso eficiente e de maneira gradual. Quem sofre com intestino preso deve investir na ingestão de bastante água, fibras e na prática de exercícios físicos.

Foto: © Luis Louro - 123RF.com