Exame de sangue detecta câncer precocemente

Natali Chiconi - 19 de novembro de 2018 - 09:09
Exame de sangue detecta câncer precocemente
Criado por brasileiro, teste detecta DNA derivado de tumores cancerígenos no sangue.

(CCM Saúde) — O diagnóstico precoce do câncer é a chave para o sucesso do tratamento. Agora, um teste criado por um brasileiro chega como nova solução para identificar tumores.


O pesquisador, ex-aluno da Universidade de Brasília (UnB), trabalha na criação de uma técnica de análise que combina princípios da biópsia líquida - que identifica o câncer em amostras de sangue - com modelos de inteligência artificial.

Publicados na revista britânica ‘Nature’, os resultados são uma esperança na detecção precoce de diversos tipos de câncer, como o de pulmão. “Temos vários tipos de tumores, como o de pulmão, que, quando detectados cedo, tem chances de cura de 100%. Porém, a maioria deles é descoberta quando está em estágio avançado. O mesmo ocorre no tumor de intestino”, diz, ao jornal ‘Correio Brasiliense’, Daniel de Carvalho, pesquisador no Centro de Pesquisa do Câncer Princess Margaret e professor-associado da Universidade do Canadá, em Toronto.

Além de aplicarem alguns conceitos utilizados na biópsia líquida, os pesquisadores também focaram nas alterações epigenéticas, chamadas DNA derivado, que ligam e desligam o gene. “São as alterações epigenéticas que permitem determinar se a célula vai ser ligada ao fígado ou à pele, por exemplo”, explica Daniel.

Utilizando sistemas de inteligência artificial, os cientistas criaram marcadores que indicam a presença de DNA derivado de tumores cancerígenos no sangue. Ao comparar um material colhido de 300 pacientes em tratamento contra sete tipos de câncer foi possível identificar mais de 700 tumores.

“Com esse modelo, o computador aprendeu a distinguir o sangue de alguém saudável do sangue de uma pessoa com câncer. O processo se tornou mais fácil”, explica o cientistas, enfatizando que pesquisas avançadas são necessárias, com o objetivo de chegar a mil pacientes analisados.

Foto: © Elnur Amikishiyev - 123RF.com