HIV: mais de 9 milhões têm doença sem saber

Natali Chiconi - 3 de dezembro de 2018 - 08:33
HIV: mais de 9 milhões têm doença sem saber
Campanha da Unaids alerta para a necessidade de fazer o teste para identificar o vírus da Aids o quanto antes.

(CCM Saúde) — O Dia Mundial da Aids, celebrado todo dia 1º de dezembro, alertou para um dado alarmante em todo o mundo: 9 milhões de pessoas têm HIV e não sabem.


A informação, concedida pelo programa das Nações Unidas de combate ao HIV/Aids (Unaids), tem o objetivo de disseminar o teste para diagnosticar a infecção pelo vírus, que atinge 37 milhões de pessoas em todo o mundo.

Segundo o relatório, que foi divulgado em conjunto com a campanha "Saiba seu status” para incentivar o diagnóstico precoce do HIV, 9,4 milhões de pessoas não sabem que estão infectadas pelo vírus. Além de terem o risco de transmitir a doença para outros indivíduos, elas também ficam sem tratamento e, consequentemente, terão menor sobrevida.

No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, 866 mil pessoas viviam com HIV no último ano. 84% delas estavam diagnosticadas e 75% estavam em tratamento antirretroviral. A meta do órgão é que, até 2020, 90% das pessoas diagnosticadas estejam em tratamento e 90% das pessoas em tratamento alcancem carga viral indetectável.

Quando se fala de América Latina, estima-se que aproximadamente 500 mil pessoas tenham o HIV e não saibam, de acordo com estimativas da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

Já o leste da Europa teve um salto no número de casos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), essa região foi responsável por 82% dos quase 160 mil novos casos de HIV na Europa durante o ano de 2017.

Foto: © Vadim Guzhva - 123RF.com