Festas de fim de ano aumentam risco de infarto

Pedro Muxfeldt - 21 de dezembro de 2018 - 07:49
Festas de fim de ano aumentam risco de infarto
Acidentes cardíacos crescem 37% na noite de Natal em comparação com o resto do ano.

(CCM Saúde) — Estudo realizado por quatro universidades da Suécia mostrou que a noite de Natal e 1º de janeiro são os dias com maior incidência de infarto e outros acidentes cardíacos.

Os pesquisadores, que tiveram seu levantamento publicado no 'British Medical Journal', avaliaram 283 mil pessoas que chegaram às emergências dos hospitais com quadro de infarto entre 1998 e 2013. Neste período, os cientistas constataram que na noite do dia 24 de dezembro, os casos aumentavam em 37% na comparação com o restante do ano.

Já o segundo dia com mais internações por infarto agudo do miocárdio foi o dia 1º de janeiro, com incidência aumentada em 20%. Por outro lado, a noite de Réveillon não apresentou tal correlação. Nos dois dias, o trabalho revelou que o momento mais comum para entrada nos pronto-socorros é às 22 horas.

Para os cientistas, a causa para o crescimento do número de acidentes cardíacos neste período do ano é a combinação entre fortes emoções e estresse com o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e comidas pesadas.

Outras datas foram avaliadas pelos pesquisadores. Feriados que caem na segunda-feira e aqueles celebrados ao longo do verão também tiveram risco aumentado. Por sua vez, a Páscoa e dias de eventos esportivos importantes não demonstraram elevação nos casos de infarto.

Foto: © Igor Stevanovic - 123RF.com