Bactéria pode ser usada contra insetos e doenças

Natali Chiconi - 18 de janeiro de 2019 - 09:08
Bactéria pode ser usada contra insetos e doenças
Pesquisa nos Estados Unidos descobriu micro-organismos que são mais eficientes que repelentes.

(CCM Saúde) — Uma bactéria que habita o solo tem alta eficiência como repelente contra insetos. Pesquisadores descobriram, inclusive, que ela é melhor que os produtos atuais.

Agora, os cientistas acreditam que os micro-organismos do gênero Xenorhabdus podem ser utilizados como armas no combate a mosquitos, tais como os que transmitem dengue, malária e zika, além de pragas como o carrapato.

"Sabíamos que as bactérias Xenorhabdus matam insetos e produzem certas substâncias químicas com propriedades antibióticas, antifúngicas e inseticidas", conta, à 'BBC Brasil', o biólogo Mayur Kumar Kajla, da Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos, e do Instituto Nacional de Pesquisas da Malária de Nova Delhi, na Índia.

O cientista diz que a descoberta foi realizada por acaso, enquanto examinava amostras de bactérias isoladas que, misturadas ao sangue, impedem que os mosquitos se alimentem. “Então vislumbramos a possibilidade de produzir um repelente de mosquitos”, conta. Tão eficiente quanto repelentes comerciais, a solução foi divulgada na revista 'Science Advances'.

"Muitos tipos de bactérias já são utilizados em aplicações farmacêuticas, como antibióticos. Estudos anteriores do gênero Xenorhabdus já haviam mostrado várias bioatividades, como propriedades antibióticas, antifúngicas e inseticidas em metabólicos secundários que a bactéria produz. No entanto, esta é a primeira vez que se explorou sua capacidade de agir como repelente natural de mosquitos", afirmam os cientistas.

Altamente eficientes no combate a mosquitos como Aedes, Anopheles e Culex, o repelente natural deve ser testado em modelos animais antes de ser submetido à pele humana.

Foto: © Kasto - 123RF.com