Terapia pode barrar causa mais comum de cegueira

Natali Chiconi - 20 de fevereiro de 2019 - 08:29
Terapia pode barrar causa mais comum de cegueira
Degeneração macular relacionada à idade faz com que as células morram e não sejam renovadas.

(CCM Saúde) — Uma mulher britânica é a primeira pessoa no mundo submetida a um procedimento para reverter um quadro de Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI).

Causa mais comum de cegueira no Ocidente, esse problema causa a morte das células e surge em pessoas com idade avançada. Robert MacLaren, médico responsável pela cirurgia, no Oxford Eye Hospital, no Reino Unido, fez a cirurgia em uma paciente de 80 anos, parte de um tratamento experimental de terapia genética.

"Um tratamento genético precoce para preservar a visão em pacientes que, sem intervenção, perderiam a visão, seria um tremendo avanço na oftalmologia e certamente algo que espero para um futuro próximo", afirmou MacLaren.

Na degeneração macular relacionada à idade, as células da retina morrem e não são renovadas. A mácula é a parte da retina responsável pela visão central e de pequenos detalhes. Com o passar dos anos, o risco de desenvolver esse problema aumenta.

A terapia proposta por Robert MacLaren é a de aplicar uma injeção na parte de trás do olho do paciente. Por ali, é introduzido um vírus que contém um gene sintético. Ele, então, infecta as células da retina e libera um gene que produz uma proteína cuja ação é impedir que as células morram.

Atualmente, o teste está sendo realizado em pacientes que já perderam a visão. Se ele for bem sucedido, a meta é tratar as pessoas antes que elas percam qualquer percentual da visão. Assim, a DMRI poderia ser contida em seu início.

A terapia com células-tronco é uma experiência que ajudará muitas pessoas que já perderam ou estão prestes a perder a visão. Em 2016, a mesma equipe de Oxford comprovou que uma única injeção poderia melhorar a visão de pacientes com coroideremia. Sem esse procedimento eles certamente ficariam cegos.

Foto: © Syda Productions - Shutterstock.com