Cogumelos reduzem chances de perder a memória

Natali Chiconi - 15 de março de 2019 - 08:42
Cogumelos reduzem chances de perder a memória
Antioxidante presente no alimento tem efeito que protege o cérebro, dizem pesquisadores.

(CCM Saúde) — Pessoas com mais de 60 anos que consomem cogumelos ao menos duas vezes por semana têm menos riscos de sofrerem com problemas de memória e fala.

Um estudo conduzido por cientistas da Universidade Nacional de Cingapura avaliou 663 chineses com mais de 60 anos que tiveram a alimentação e estilo de vida acompanhados entre 2011 e 2017.

A constatação foi de que, quanto mais cogumelos as pessoas consumiam, melhor era seu desempenho em testes de raciocínio e processamento. O ideal, sugerem os pesquisadores, é o consumo de duas porções de cogumelos por semana, que reduz as chances de comprometimentos cognitivos leves em 50% na comparação com pessoas que comeram menos de um porção.

Na pesquisa, publicada na revista ‘Science Daily’, foram avaliadas pessoas que consumiram até seis tipos de cogumelo, entre eles shitake, cogumelo-ostra (também conhecido como shimeji-preto), champignon, enoki e portobello.

"Essa correlação é surpreendente e motivadora", afirma o professor Lei Feng, um dos autores do estudo, afirmando que isso se deve ao fato de os cogumelos serem um dos alimentos mais ricos em ergotioneína, um aminoácido antioxidante e anti-inflamatório que os humanos não são capazes de produzir sozinhos.

Ricos em nutrientes e minerais, além de vitamina D, selênio e espermidina, substâncias que também protegem neurônios, os cogumelos ainda necessitam de mais avaliações para que seja determinada a relação entre seu consumo e um melhor desempenho cerebral.

“Comer uma dieta rica em frutas, verduras e legumes, incluindo cogumelos, é um excelente ponto de partida. Nosso maior conselho é para reduzir o açúcar e o sal, ser fisicamente ativo, beber com moderação e evitar fumar", diz o presidente da Sociedade Britânica do Alzheimer, James Pickett.

Foto: © Alicja Neumiler - 123RF.com

Veja também