Casos de sarampo crescem 300% em todo o mundo

Pedro Muxfeldt - 17 de abril de 2019 - 07:15
Casos de sarampo crescem 300% em todo o mundo
Casos se espalham por todas as regiões do mundo; cobertura vacinal segue baixa.

(CCM Saúde) — O sarampo vem se espalhando pelo mundo e o número de casos da doença nos três primeiros meses de 2019 é 300% maior que igual período do ano passado, diz a OMS.

Os dados preliminares da Organização Mundial da Saúde demonstram ainda que a doença contagiosa está presente com intensidade em todas as regiões do planeta, com surtos atualmente no Congo, Etiópia, Geórgia, Cazaquistão, Quirguistão, Madagascar, Filipinas, Sudão, Tailândia e Ucrânia.

Além disso, países que historicamente apresentam altos índices de cobertura vacinal contra o sarampo também sofreram nos últimos meses com o aumento de casos, como Estados Unidos, Israel e Tunísia.

O Brasil também faz parte deste grupo. O país obteve o selo de erradicação do sarampo em 2016, após 16 anos sem registro de casos internos da doença. Porém, em março deste ano, o selo foi retirado pela confirmação de casos ao longo de 12 meses consecutivos.

Atualmente, o Brasil soma mais de 10 mil casos de sarampo, ainda restritos à região amazônica, o que deixa o país na sétima posição geral no ranking de notificações da doença em todo o mundo nos últimos 12 meses. O primeiro lugar é da Ucrânia, com 72 mil casos.

Segundo a OMS, o maior responsável pelo ressurgimento do sarampo é a redução global dos índices de vacinação contra a doença, motivada principalmente por movimentos anti-vacina que se valem de informações falsas nas redes sociais para convencer pais de não imunizarem seus filhos.

O sarampo é uma doença altamente contagiosa e que afeta sobretudo crianças pequenas. Em 2017, houve 110 mil óbitos em todo o mundo em decorrência do sarampo. Além disso, há risco de sequelas graves como cegueira, perda de audição e danos cerebrais.

Foto: © Wassana Sakulrattanapornchai - 123RF.com