Doenças ligadas ao trabalho aumentam 184%

CCM International - 2 de maio de 2019 - 10:01
Doenças ligadas ao trabalho aumentam 184%
Estudo do Ministério da Saúde aponta LER e DORT como as principais doenças que afetam trabalhadores.

(CCM Saúde) — A lesão por esforço repetido (LER) e as doenças osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT) são as duas principais doenças do trabalho, diz o Ministério da Saúde.

Com base em dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), o órgão federal divulgou os números destes dois problemas por ocasião do Dia do Trabalhador, comemorado globalmente em 1º de maio.

Segundo o ministério, 67.599 casos de LER ou DORT foram registrados no país entre 2007 e 2016. Na análise ano a ano, o aumento foi de expressivos 184%. Em 2007, 3.212 ocorrências foram notificadas contra 9.122 em 2016, último ano com informações consolidadas.

Em média, as doenças ocupacionais afetam mais as mulheres (51,7%) entre 40 e 49 anos (33,6%) e que tenham estudado até o Ensino Médio (32,7%). Além disso, o estudo mostra que as profissões mais acometidas são faxineiros, operadores de máquinas e cozinheiros.

Tanto LER quanto DORT são tipos de doenças associados ao esforço excessivo de um mesmo músculo ou conjunto deles. Como forma de prevenção, o Ministério da Saúde aconselha a realização de pausas regulares no trabalho e prática de alongamento durante a jornada de trabalho.

Foto: © Image Point Fr - Shutterstock.com