Bactérias podem ajudar no controle do peso

Pedro Muxfeldt - 10 de maio de 2019 - 12:51
Bactérias podem ajudar no controle do peso
Estudo pioneiro introduziu microbiota de pessoas magras no sistema digestivo de obesos.

(CCM Saúde) — O uso de bactérias que vivem no sistema digestivo humano pode ser uma via de combate à obesidade, doença que afeta um em cada cinco brasileiros.

Um estudo pioneiro, publicado no 'American Journal of Gastroenterology', realizou pela primeira vez uma espécie de transplante da microbiota de pessoas com peso normal para indivíduos diagnosticados com obesidade, mas que não apresentam outras doenças associadas, como condições cardíacas ou histórico de câncer.

O objetivo da pesquisa era identificar se a introdução dessas bactérias causaria alterações no metabolismo dos voluntários, especialmente sobre a ativação do hormônio peptídeo tipo glucagon 1 (GLP1), ligado à sensação de saciedade.

Para isso, 22 participantes foram divididos em dois grupos. O primeiro ingeriu cápsulas que continham matéria fecal de um doador com peso controlado ao longo de doze semanas, enquanto os demais receberam apenas um placebo.

Apesar de os níveis de GLP1 não terem sido alterados no período de avaliação, exames realizados nos voluntários demonstraram que houve alteração na composição das fezes desses indivíduos, que se tornaram similares às dos participantes magros. Isso indica, segundo os cientistas, que a técnica é eficaz para mudar a estrutura da microbiota, abrindo espaço para novas medidas.

"Nosso estudo adiciona um primeiro passo encorajador na tentativa de entender o papel das bactérias intestinais em pessoas metabolicamente saudáveis com obesidade. Esperamos que isso sirva para terapias mais direcionadas no futuro", afirmou Jessica Allegretti, do Hospital Brigham and Women, nos Estados Unidos, e autora da pesquisa.

A meta da equipe de Allegretti agora é conseguir identificar mecanismos que consigam agir sobre a regulação do GLP1 como estratégia de redução do apetite e, consequente, redução do peso de pacientes obesos.

Foto: © Kurhan - 123RF.com