Brasileira desenvolve caneta que diagnostica câncer

Natali Chiconi - 20 de maio de 2019 - 15:24
Brasileira desenvolve caneta que diagnostica câncer
Dispositivo pode ser utilizado durante cirurgia para apontar presença de células cancerígenas.

(CCM Saúde) — Uma pesquisadora brasileira criou uma caneta capaz de identificar células tumorais em poucos segundos durante cirurgias.

A chamada MacSpecPen foi desenvolvida por Livia Schiavinato Eberlin, que comanda um laboratório na Universidade do Texas, nos Estados Unidos.

A caneta funciona extraindo tecido humano durante uma cirurgia para retirada de tumor e analisando a presença de células cancerígenas. Com isso, diz a cientista, é possível confirmar se todo o tumor foi removido ou se ainda restam células perigosas no organismo do paciente.

"Muitas vezes o tecido é retirado e analisado por um patologista ainda durante a cirurgia para confirmar se todo o tumor está sendo retirado, mas esse processo leva de 30 a 40 minutos e, enquanto isso, o paciente fica lá, exposto à anestesia e a outros riscos cirúrgicos", comenta Livia em entrevista exclusiva ao jornal O Estado de S. Paulo.

Atualmente, a MacSpecPen ainda está em fase de testes. No mais recente experimento, foram analisadas 800 amostras de tecido humano e o aparelho obteve precisão de 97%. O estudo já recebeu autorização para realizar testes em pacientes. Comprovada a segurança e eficácia do dispositivo, ele poderá começar a ser utilizado em cirurgias.

Foto: © royaltystockphoto - 123RF.com